O que te faz pensar que pode chegar assim, do nada, balançando todas as minhas estruturas e confundindo qualquer uma das minhas tantas certezas? Como você ousa fazer o meu coração bater em um ritmo de escola de samba, depois de tê-lo feito quase parar daquela vez? Você não pode. Não tem o direito de fazer isso comigo.

Sabe, chega a soar engraçado como as coisas podem acontecer de uma hora para outra, sem sinal algum de que isso irá ocorrer. Um dia eu choro pela sua ausência constante, no outro me surpreendo por não sentir quase nada - além da tremedeira tão familiar que significa medo, e que eu torço para que não seja de algum sintoma maluco da volta dos sentimentos que há muito me esforcei ao máximo para esquecer, ou ao menos convencer a minha mente de ter esquecido - ao ver você retornando, aparentemente, com força total à minha vida. Eu deveria estar feliz ou estar triste? Não sei. Realmente não sei. 

Não faço ideia do que você deve estar pensando para fazer isso com a maior naturalidade do mundo. E, confesso, nas profundezas do meu medo gigantesco do que pode acontecer e do passado se repetir, eu fiquei um pouquinho, só um tiquinho, feliz em saber que você voltou. Afinal, não costumam dizer que o que tem que ser, acaba sendo? Só espero que estejam certos. Infelizmente não me vejo mais longe de você.

14 Comentários

  1. Jeniffer, que texto lindo! Eu acho que o tem que ser, sempre é... Mas muitas vezes as nossas escolhas complicam um pouco o caminho e as coisas demoram um pouco mais para acontecer!

    Abraços, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo, Jeni!
    Realmente existem pessoas que aparecem na nossa vida para abalar nosso sentimental e depois somem. O que nos resta a fazer é esquecer.
    Mesmo que seja difícil.
    Adorei o texto.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oie amiga
    Que texto lindo!
    Sim, tem pessoas que entram na nossa vida é fazem um reboliço em nossos sentimentos e causam sofrimento. O que se deve fazer é seguir em frente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Que belo texto!
    Sentimentos contraditórios que sentimos em relação as pessoas. Tantas vezes as queremos perto, outras longes. Esquecer sempre é difícil, mas a vida sempre segue, mesmo que estejamos quebrados. No fim é seguir em frente mesmo.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Texto lindo e perfeito!!! OMG!
    Tem pessoas que nos viram do avesso mesmo. A vida segue e nem sempre ela é fácil, pois se fosse, não teria a menor graça!
    Bjus.

    www.loucaporlivros2.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ótimo texto!
    Da muita raiva quando pessoas vem só pra te deixar triste e depois vão embora...

    Abraços
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá! Tudo na paz do nosso grandioso Deus? Ai, nossa, texto super bem escrito, talentosa!
    Considere-se não só blogueira, mais uma escritora com muito potencial!
    Beijocas! Que Deus te abençoe + e +
    Fica na paz.
    http://hey-mygod.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Gostei do texto Jeni. Como sempre, bem intenso e sentimental. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  9. Nossa, como você escreve bem! Parabéns, gostei muito!

    chocolatenacereja.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Eu espero que isso nunca aconteça comigo, por agora, porque antes infelizmente já houve isso comigo. Gostei do texto. Seguindo o blog. Beijos.

    http://utopianongrata.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Já disse que sou fã dos seus textos? Lembro que a primeira vez que falei "Cara, ela é foda" foi após um texto kkk
    Mas ok, isso não interessa agora. O texto ficou muito bacana e acho que grande parte das pessoas irão se identificar com tais palavras. Infelizmente isso acontece com frequência e o melhor a se fazer é procurar uma forma de ignorar. O que é difícil :/

    Beijos, Jeni
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  12. Belíssimo texto! Ao ler senti que transbordava de autenticidade, um conflito, uma luta interior, mas uma esperança também... Por vezes na vida, resultado das suas encruzilhadas, acontecem coisas assim e é isso que faz o coração bater e menos. Porém fá-lo bater com emoção, com paixão e tudo vale a pena por corar, suster a respiração, sentir o suor na mão. Assim se vive com intensidade.
    Richard Courmayeur
    http://acordesdaindignacao.blogspot.fr/

    ResponderExcluir
  13. Nossa, esse texto me tocou. Você tem o dom das palavras. Aproveite!

    vidasemgravata.blogspot.com

    ResponderExcluir

Gostou de alguma postagem? Deixe o seu comentário. Com esse pequeno gesto você vai me deixar muito feliz. Aliás, sempre respondo a todos. Se quiser conferir a minha resposta, é só voltar ao blog. Será sempre bem vindo por aqui.